NOTÍCIAS



Mais uma vez o serviço de inteligência da SEAP é inoperante e Cadeião do Diabo foi explodido resultando 03 mortes e 24 fugas


Data da publicação: 22/05/2017
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

Mais uma vez o serviço de inteligência da SEAP é inoperante e Cadeião do Diabo foi explodido resultando 03 mortes e 24 fugas

 

        aldir

  O buraco foi dinamitado pelos bandidos que estavam na Vila Progresso, através do Cadeião, local em que residem familiares de presos e seria também esconderijo de armas de fogo de grande porte. Como se pode observar, o muro é de alvenaria e fácil de ser destruído. Sejamos sensatos, há segurança no local? O problema não foi maior e de grandes proporções pela presença do GEOP.

 

           Por inúmeras vezes já registrei aqui, que o Serviço de Inteligência do Sistema Penitenciário do Maranhão é um dos mais expressivos do país, começando pela falta de um mínimo de inteligência dos gestores e do próprio Governo do Estado. Se o serviço de inteligência nunca conseguiu abortar uma mínima rebelião e nem viu assaltantes de bancos fugirem pela porta da frente da Casa de Detenção no governo passado e permanecer na atual administração com as mesmas pessoas é no mínimo surpreendente.

         A operação criminosa registrada por volta das 20 horas de ontem (domingo), foi marcada por amadorismo no planejamento, principalmente que as visitas de familiares de presos foram encerradas por 17 horas por iniciativa deles e ninguém atentou para um fato, que deveria merecer uma alerta geral, caso realmente houvesse serviço de inteligência e as articulações de presos dentro da unidade, os quais já haviam levantado a fragilidade do muro e o apoio logístico com que sempre contam na Vila Progresso.

        Como é que mantém um muro de alvenaria simples em uma unidade prisional em que estão recolhidos presos de elevados  índices de periculosidade, e que inclusive já foi derrubado por um basculante de caçamba? São falhas decorrentes da falta de gestão, de responsabilidade e incompetência demasiada em local que é reconhecidamente de constante perigo, que ganhou a titulação de Cadeião do Diabo e inesperadamente tentam transformar em Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 6, sem as devidas e necessárias transformações e humanização das pessoas. O muro vulnerável e uma vila no fundo da unidade com interferência diária na vida dos presos, uma vez que familiares de detentos moram no local.

         Cézar Bombeiro, presidente licenciado do Sindicato dos Servidores do Sistema Penitenciário do Maranhão, disse hoje, que inúmeras vulnerabilidades já foram mostradas para a direção da SEAP e o fato é que necessário se tornam fiscalizações do Ministério Público e da Vara das Execuções Penais e cobranças. Muito se fala em ressocialização, mas na prática é um tanto difícil, quando não há humanização dos presos com respeito a dignidade deles. O Sistema Penitenciário sofreu algumas intervenções, o que enseja discursos e propaganda, mas está bem distante da realidade que são projetadas. Se o Serviço de Inteligência realmente funcionasse, muitos problemas poderiam ser evitados, mas se continuarem não podemos descartar novos problemas.  A realidade tem mostrado que faltam mais agentes penitenciários nas unidades e o concurso público é o caminho, destacou Cézar Bombeiro.

         Recentemente o Conselho Nacional de Justiça ao fazer a avaliação dos Sistemas Penitenciários Estaduais que estão em constantes riscos, o Maranhão está dentro do contexto.

FONTE: BLOG DO ALDIR DANTAS



 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.