NOTÍCIAS



Agentes Penitenciários do MA participam de ‘Curso de Instrutor de Armamento e Tiro’ em SP


Data da publicação: 27/03/2017
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

Agentes Penitenciários do MA participam de ‘Curso de Instrutor de Armamento e Tiro’ em SP

Agentes penitenciários do MA em curso ministrado em SP (2)

Agentes Penitenciários do Maranhão participaram, entre os dias 10 e 20 de março, na cidade de Araçatuba, em São Paulo, do ‘Curso de Instrutor de Armamento e Tiro’. A capacitação dos agentes ocorreu no Centro de Treinamento Propoint, instituição certificada pela Polícia Federal para formar instrutores de tiro, habilitados para intervenções no ambiente carcerário.

“Promover a capacitação permanente de agentes penitenciários é uma proposta da gestão estadual para qualificar os trabalhos dentro das unidades prisionais. Dessa forma, é possível garantir segurança, ordem e disciplina no sistema prisional, como tem ocorrido há mais de dois anos”, destacou o secretário de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Murilo Andrade de Oliveira.

A rotina de treinamentos foi intensa para os 36 participantes do curso. Dois deles fazem parte do quadro da Seap.  As aulas tinham início às 7h e se estendia, com pequenos intervalos, até às 2h da madrugada. O grupo também era integrado por homens das polícias Civil e Militar, guardas municipais, agentes de segurança do Senado federal, e integrantes do Exército Brasileiro.

Em 10 dias de capacitação, os profissionais receberam conhecimentos teóricos e práticos sobre o uso de armas. Na parte teórica foram ministradas aulas de primeiros socorros, pedagogia, balística e legislação especifica sobre armamento. Referindo-se a primeiros socorros, por exemplo, eles aprenderam o processo inicial de avaliar e tratar as necessidades de feridos e traumáticos.

“O foco foi aprimorar não só as técnicas em tiro e no controle da segurança, mas também na preservação do bem público e dos cidadãos, que podem vir a sofrer ferimentos ou está em estresse fisiológico, devido a engasgamentos, ataques cardíacos, reações alérgicas, drogas ou outras emergências médicas”, explicou o agente penitenciário e supervisor de Apoio Logístico, Marcelo Costa Serra.

Em relação às aulas práticas, o grupo foi instruído ao manuseio correto de pistola e limpeza da arma. Eles também receberam orientação sobre o uso de fuzis, espingardas, revólveres, e armas longas como, por exemplo, a carabina; além do correto acondicionamento do material bélico de serviço. O agente penitenciário Marcos Vinicius Dourado Pires também participou do curso.

Agentes penitenciários do MA em curso ministrado em SP (1)

“O curso serviu para refinarmos ainda mais as técnicas de tiro, usando os mais diversos tipos de armas. Oportunidades como esta nos proporciona um melhor desempenho no ambiente de trabalho e, consequentemente, nos ajuda a dinamizar as ações de segurança interna prisional, que têm mudado a realidade da segurança do sistema prisional maranhense”, disse o agente penitenciário.

Multiplicador

A participação dos agentes penitenciários maranhenses no curso, em São Paulo, teve como objetivo o repasse do treinamento aos demais agentes do Maranhão. A expectativa é que o início de abril os primeiros a receberem o treinamento seja o pessoal do Núcleo de Escolta e Custódia (NEC), setor ligado à Supervisão de Segurança Externa da Seap; e em seguida aos agentes do interior do estado.

“O objetivo da gestão é multiplicar os conhecimentos adquiridos, repassando-os com o intuito de aprimorar as técnicas de tiro e manuseio de armas dos servidores da área de segurança prisional do estado. É por meio de estratégias como esta que o Governo do Estado tem demonstrado zelo pela causa prisional, tanto na segurança, quanto na humanização”, completou o titular da Seap.

Mais

Essa não é a primeira vez que agentes penitenciários recebem instruções em técnicas de tiro. Em janeiro deste ano, 30 servidoras de segurança prisional participaram do ‘Curso de Pistola Básico e Sobrevivência Policial’, ministrado pela Academia de Gestão Penitenciária (Agepen), em parceria com a Supervisão de Apoio Logístico do Sistema Prisional. Além disso, agentes do Grupo Especial de Operações Penitenciária (Geop) ministraram, em outubro de 2016, o Curso de Sobrevivência Policial e Uso Progressivo da Força, destinado a 60 agentes penitenciários de carreira.

 

REDAÇÃO – Alan Jorge



 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.