NOTÍCIAS



Devolução de servidores pela SEJAP à SEGEP tem gerado problemas de depressão e até ameaças de suicidio


Data da publicação: 29/03/2016
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

 

Devolução de servidores pela SEJAP à SEGEP tem gerado problemas de depressão e até ameaças de suicidio

 

      aldir

    Durante governos anteriores foram realizadas reformas administrativas e a extinção de inúmeras instituições públicas. Foi criada a EMARPH, uma espécie de banco de recursos humanos, que tratou de distribuir o pessoal em diversos órgãos da administração direta e indireta do Governo do Estado. Á época os Sistemas de Segurança Pública e o Penitenciário formavam apenas uma Secretária de Estado. Muitos servidores públicos foram lotados na então SEGUP. Quando da divisão para a formação de duas pastas, houve a necessidade de mais pessoal remanescente dos órgãos extintos serem aproveitados.

         A verdade é que dentro do Sistema Penitenciário tem servidores públicos lotados há mais de 15 anos, que poderiam passar perfeitamente através da Secretaria de Gestão e Previdência a ter lotação definitiva. Na atual administração da SEJAP está havendo um processo bem acentuado de devolução destes servidores tanto da capital e do interior, o que tem gerado problemas sérios e de consequências graves.

        As pessoas que trabalham em unidades prisionais têm direito a vantagens que podem chegar até a mais de 200%. As pessoas que já recebem essas gratificações por mais de 10 anos, foram surpreendidas com a sua devolução para a EMARPH e imediatamente tiveram dentro da dura realidade a redução de ganhos agregados aos salários a um terço. Para exemplificar: Quem recebia R$ 4,500,00 com a perda percebe atualmente R$ 1.500,00.

         O Sindicato dos Servidores do Sistema Penitenciário do Maranhão e o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Maranhão fizeram gestões junto ao Secretário de Administração Penitenciária com apelos, inclusive até de avaliações, diante do grave problema que já era bem crescente. O secretário Murilo Andrade garantiu na reunião que evitaria o problema, diante de relatos de pessoas que estão com depressão pela redução brusca dos salários e os casos de ameaças de suicídio. Na ocasião Cézar Bombeiro, presidente do SINDSPEM, mostrou a sua preocupação diante de casos de servidores públicos que tinham empréstimos, que estavam colocando casa, veículos e retirando filhos das escolas particulares para honrar compromissos. O dirigente sindical destacou que realmente o Governo do Estado poderia perfeitamente ter feito a transferência deles para o quadro da SEJAP, o que seria correto e reconhece que faltaram iniciativas dos próprios servidores em fazerem a postulação.

       Diante da iminência do registro de fatos graves, a diretoria do SINDSPEM vai buscar um novo entendimento com a SEJAP para pelo menos sustar as devoluções até que possa ser encontrar uma solução paliativa para a problemática.

FONTE: BLOG DO ALDIR DANTAS



 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.