NOTÍCIAS



Querem desestabilizar o Sistema Penitenciário para derrubar superintendente e o secretário da pasta


Data da publicação: 04/03/2016
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

Querem desestabilizar o Sistema Penitenciário para derrubar superintendente e o secretário da pasta

        aldir

  Por inúmeras vezes observei aqui, que achava muito estranho o governo atual manter em setores estratégicos do Sistema Penitenciário, gestores que contribuíram decisivamente para o período negro das barbáries e da corrupção deslavada praticada em todas as unidades integrantes do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. O serviço de inteligência da pasta é dirigido pela mesma pessoa que foi incompetente para fazer a prevenção de 88 assassinatos durante os dois anos de barbáries e continua sendo exercido por um delegado da Policia Civil, pessoa da mais alta confiança do então ex-secretário da pasta Sebastião Uchôa, que juntamente com a ex-governadora Roseana Sarney sujaram a imagem de São Luís e do Maranhão em todo o mundo com a violência exacerbada no sistema prisional e agressão aos direitos humanos.

       As articulações que estão em andamento, poderiam já ter sido extintas, se o governador Flavio Dino, que prometeu enfrentar a corrupção no Estado, e tem se mantido em silêncio, já tivesse adotadas as providências legais do farto material existente com marcas vergonhosas da corrupção praticada na pasta da então Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária, que entre contratos viciados e superfaturados, convênios ilegais, contratos com empresas de transportes aéreos  e até o caso da empresa Gestor, que recebia  mensalmente R$ 1,5 milhão para pagar 200 pessoas contratas pela Sejap para não trabalhar e outras improbidades já seriam suficientes para prender muita gente. O rombo foi superior a 100 milhões de reais e a auditoria já teria sido feita pela Secretaria de Transparência e Controle.

     Há suspeitas da existência de interessados de dentro do atual governo em postergar a apuração dos fatos e a instauração de procedimentos criminais. Se efetivamente for o caso, o governo perde credibilidade e não honra promessas feitas em praças públicas em todo o Maranhão, além de ser visto como refém de alguém.

     A verdade é que há desconfianças de que Serviço de Inteligência do Complexo de Pedrinhas, que efetivamente não monitora as unidades prisionais, mas algumas pessoas da gestão atual comprometidas com a atual administração, poderia estar concorrendo para a criação de facilidades eproblemas quando não exerce a responsabilidade da prevenção. Esse mesmo Serviço de Inteligência dirigido por um delegado da policia civil foi quem omitiu as imagens dos assaltantes de bancos que fugiram da Casa de Detenção pela porta da frente com a autorização do então diretor Cláudio Barcelos, indicado para o cargo pelo Partido dos Trabalhadores e que tornou homem de confiança do então ex-secretário Sebastião Uchôa.

       Recordo-me plenamente, que quando o Relator da Organização das Nações Unidas, Juan Ernesto Mendez esteve reunido com os diretores do Sindicato dos Servidores Públicos do Sistema Penitenciário, perguntou quantas pessoas foram responsabilizadas pelas barbáries e onde e como estavam tramitando as ações. Ficou estarrecido quando foi informado que é de desconhecimento de que a Procuradoria Geral de Justiça ou até mesmo o Ministério Público Federal tenham adotado qualquer providência nesse sentido. Outra grande surpresa de Juan Ernesto Mendez,  foi quando recebeu uma farta documentação da corrupção praticada dentro do Sistema Penitenciário do Maranhão, que deu origem a toda problemática da violência.

    O que está em andamento agora é que se, o governador e o Secretario de Administração Penitenciária não adotarem as providências que se fazem necessárias e urgentes para eliminar guetos remanescentes do período negro, que criam elementos para a desestabilização, quando acordar a situação já estará em fase de destruição.

FONTE: BLOG DO ALDIR DANTAS



 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.