NOTÍCIAS



O que impede o governo do estado apurar as corrupções praticadas no Detran e na Sejap?


Data da publicação: 18/01/2016
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

O que impede o governo do estado apurar as corrupções praticadas no Detran e na Sejap?

 

 aldir

A sede da Sejap no governo de Roseana Sarney se tornou um antro de negociatas corruptas com empresas privadas com destaque para a VTI, Atlântica, Gestor e inúmeras outras.

  Sinceramente, não sei o que impede o governo do estado para apurar toda a roubalheira praticada no Detran e Sejap. Pelo que se tem informações, a Secretária de Estado da Transparência já teria concluído as auditorias nos dois órgãos e pelas conclusões já poderia estar processando os dois gestores protegidos pela ex-governadora Roseana Sarney para saquear cofres públicos.

   No caso do Detran, a roubalheira que teria superado os 50 milhões de reais, registrou-se com maior intensidade no período eleitoral do ano passado, quando as finanças do órgão público chegou a ficar comprometida diante da voracidade com que foi praticado o ataque ao cofre da instituição para atender interesses de campanha de políticos, que eram frequentadores assíduos do gabinete do presidente André Campos.

   No caso da Sejap, a corrupção também foi bastante vergonhosa e registrada no Diário Oficial do Estado. Contratos de mais de 70 milhões de reais foram simplesmente reajustados com superfaturamentos e mantidos através de termos aditivos, sem ser em período de emergência. Há também o  vergonhoso contrato feito pelo então secretário Sebastião Uchôa e a empresa Gestor, pelo qual foram contratadas 274 pessoas com valores mensais de R$ 1,5 milhão mensais, com a importante observação de que elas receberiam salários sem a necessidade de trabalhar. Todos os contratos foram registrados no Diário Oficial. Se o governo do estado apurar os fatos com o rigor que merece, pode perfeitamente pedir judicialmente a devolução dos valores pagos por mais de dois anos e retirou indevidamente dos cofres públicos mais de 35 milhões de reais.

   Na Sepap, se as investigações forem aprofundadas, outros casos de corrupção escabrosa e envolvendo negociatas criminosas podem perfeitamente vir a tona. Inclusive os, em que bandidos de elevado índice de periculosidade pagavam consideráveis somas para constantes saídas que variavam entre uma e duas semanas. Os fatos, segundo denúncias eram de conhecimento da alta administração da pasta e do serviço de inteligência, que fazia vistas grossas e assim também era parte integrante do plano corrupto.

   Como o governador Flavio Dino assumiu compromisso público com a população maranhense em combater a corrupção organizada por bandidos travestidos de gestores públicos, já deveria ter dado a devida resposta aos eleitores que depositaram confiança nos seus compromissos assumidos em praça pública.

FONTE: BLOG DO ALDIR DANTAS



 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.