NOTÍCIAS



Meningite é uma ameaça gravíssima no Complexo Penitenciário de Pedrinhas e preocupa o SINDSPEM


Data da publicação: 04/04/2018
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

Meningite é uma ameaça gravíssima no Complexo Penitenciário de Pedrinhas e preocupa o SINDSPEM

                aldir

A morte do detento Moises Oliveira Lima, de 24 anos, que veio a falecer em uma das enfermarias do Socorrão, decorrente de meningite, tem criado um problema sério e com proporções graves dentro das unidades do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Muito embora o detento que veio a falecer ter sido interno da Unidade Prisional São Luís 03, os riscos são grandes, levando-se em conta a superlotação e movimentação interna.

                  Os funcionários do Sistema Penitenciário, que transitam nas unidades e que inspecionam celas superlotadas estão também temendo pelas suas vidas, uma vez que a meningite mata. A doença é de caráter transitório, que ataca simultaneamente grande número de pessoas em qualquer localidade. Trata-se de uma infecção das membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal e é causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus, parasitas e fungos ou também por processos não infecciosos.

                    O inspetor penitenciário Ideraldo Gomes, presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema Penitenciário do Maranhão – SINDSPEM está bastante preocupado com o grave problema e dentro das próximas horas terá um encontro com o Secretário de Administração Penitenciário, quando registrará o seu pedido urgente de vacinação para todos os servidores do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, sem qualquer distinção de ser servidor público ou terceirizado. Ideraldo Gomes salientou que o seu apelo também se estenderá a todos os detentos, quer seja de alta periculosidade ou não, importante para o dirigente sindical é que todos são seres humanos, independente dos crimes que praticaram.

                       Ideraldo Gomes diz que se faz necessário e urgente é uma vacinação em massa, levando-se em observação que o preso que foi acometido da doença e que se encontrava em uma cela com outros dez e estes se encontram nos banhos de sol com outros internos, uma epidemia pode ser iminente, afirmou o dirigente sindical.



 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.