NOTÍCIAS



Aumentam as denúncias de corrupção no Sistema Penitenciário e os esquemas com construtoras permanecem


Data da publicação: 28/03/2017
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

Aumentam as denúncias de corrupção no Sistema Penitenciário e os esquemas com construtoras permanecem

 

               aldir

  Depois de ter sido demitido e antes de ser preso pela Operação Turing, o agente da Policia Federal, Danilo dos Santos Silva com o seu grupo de dentro da Secretaria de Administração Penitenciária, decidiram fazer várias articulações para manter dentro da instituição e em locais estratégicos o pessoal dos negócios com as empreiteiras.

                 Para ocupar a Secretaria Adjunta de Administração Logística e Inovação, a sugestão de Danilo dos Santos Silva e acatada pelo secretário Murilo Andrade, foi o nome de Rafael Velasco Brandini, um mineiro que veio com o próprio secretário, que segundo dizem ser parente dele, para ser seu assessor na SEAP. Depois decidiu fazer carreira, sendo aprovado em concurso público para agente penitenciário e logo depois de assumir o cargo foi nomeado para o cargo comissionado de diretor de uma unidade de ressocialização, no dia 30 de dezembro do ano passado, sendo que ela ainda não está em funcionamento.

                 Como já vieram outros mineiros para o Sistema Penitenciário, aos poucos eles estão sendo colocados em pontos estratégicos, em operações que não são exclusivas de Murilo Andrade, mas dentro do papel que ele executa para servir aos seus senhores.

                  Diante de fatos escabrosos que foram apurados pela Policia Federal, em que constam licitações viciadas com negócios escusos e que em um ano e dois meses envolveram recursos da ordem de 40 milhões de reais, a maioria de repasses federais. O governo que fala em seriedade, cobra seriedade, no entretanto falta-lhe exatamente o que tanto postula.

Diante dos fatos públicos com a Operação Turing e as substanciosas informações que estão em poder da Policia Federal, o GAECO, grupo formado por Promotores de Justiça para combater a corrupção, já poderia ter tomado as providências que se fazem necessárias uma vez que corrupção não tem tamanho, são iguais, daí que já poderia ter sido acionado e naturalmente com o respaldo do Procurador Geral de Justiça. As empresas VTI Serviços, Comércio e Projetos, Vitral Construção r Incorporação, Monte Libano Engenharia, Nossa Senhora de Fátima Ltda e Brasforti Construções e Serviços, continuam se beneficiando com as licitações viciadas, o que gera faz-me rir para muita gente.

FONTE: BLOG DO ALDIR DANTAS



 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.