NOTÍCIAS



Sejap aborta fuga de cerca de 150 presos no CDP; 4 escaparam


Data da publicação: 22/04/2014
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

 

Sejap aborta fuga de cerca de 150 presos no CDP; 4 escaparam

Um dos fugitivos foi recapturado, ainda, nas imediações do presídio e os outros estão sendo procurados.

 
22/04/2014 00h00
Foto: Biaman Prado

Túnel escavado no bloco Delta saiu do lado de fora

A Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) conseguiu evitar uma fuga em massa no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pedrinhas. Cerca de 150 estavam prontos para deixar a unidade prisional. Quatro conseguiram escapar, mas um foi recapturado. O fato ocorreu na manhã de ontem, quando os detentos dessa unidade prisional se preparavam para fugir por um túnel escavado no fim de semana. Dos quatro que fugiram, foi recapturado o interno Peter Cabral de Araújo Machado, o Paulista, que responde por homicídio qualificado pela comarca de Santa Inês. Ainda ontem, o secretário Sebastião Uchôa determinou a abertura de uma sindicância para apurar se houve negligência por parte da segurança interna e monitores plantonistas funcionários de uma empresa terceirizada, que presta serviço no sistema prisional. Os nomes dos três fugitivos não foram revelados.

Uchôa informou que no sábado (19) essa casa de detenção passou por uma revista geral e nenhuma irregularidade foi encontrada. Outra revista estava programada para a manhã de ontem. Antes da chegada dos agentes, os internos aproveitaram para colocar em prática o plano de fuga por um túnel de mais de 10 metros de profundidade, iniciado na cela 3 do bloco Delta, saindo no fundo do presídio.

Os monitores, ao perceberem a movimentação dos detentos, solicitaram o apoio dos homens da Força Nacional, Batalhão de Choque e Grupo Especial de Operações Penitenciárias (Geop). Durante o trabalho para impedir que o restante do grupo escapasse, um dos guardas da empresa terceirizada conseguiu recapturar Peter Cabral ainda nas proximidades do CDP.

Todos os internos que não conseguiram fugir foram levados para o pátio externo enquanto aguardavam o fechamento do buraco. Nenhum detento foi transferido para outra unidade de Pedrinhas. O secretário da Sejap também afirmou que monitores da empresa terceirizada, que estavam de plantão, foram afastados e devem ser demitidos. Uma sindicância foi instaurada para apurar se houve negligência por partes de outros funcionários dessa casa de detenção. “Esse túnel foi aberto durante o feriado prolongado, então, iremos identificar os autores e se teve conivência de pessoas que trabalham desse presídio”, frisou.

Até ontem à tarde, a Sejap não havia divulgado os nomes dos fugitivos e, apesar das diligências, ninguém tinha sido recapturado.

 

Outras fugas - De acordo com dados da Sejap, 17 detentos já conseguiram fugir do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. No dia 3 de abril, 10 detentos escaparam do Presídio São Luís II, que resultou na exoneração do diretor Valdir Dias e do chefe de plantão da unidade.

A fuga ocorreu pelo fato de esses funcionários terem ordenando que os internos limpassem o pátio reservado para o banho de sol durante a noite. Eles aproveitaram para serrar a grade de cobertura, por onde passaram até o saguão e com auxílio de uma tereza (corda feita com lençóis), escalaram o muro e tomaram rumo ignorado. Fugiram Danilo Silva, Antônio Francisco da Silva Oliveira, o Tuíca, Manuel de Oliveira, Adailson da Silva Alves, o Dadá, também conhecido como Anajatuba, Eduardo Domingos, o Negão ou Dudu, Eudes Barboza Silva Neto, Valdemir Laurindo Flores, o Amarelinho, Marcos Gomes de Moraes, Marquinho Catolé, Robson Müller e Júnior Teodoro de Oliveira.

A outra fuga ocorreu no dia 29 de março, quando quatro internos do presídio São Luís I fugiram por meio de um túnel em que o ponto de saída estava localizado nas proximidades de uma das guaritas de segurança onde há presença de funcionários armados 24 horas. Os fugitivos estavam cumprindo pena na cela 14 do bloco B e foram identificados como Tiago Cruz da Silva, Ismael de Jesus Campos Abreu, Francisco das Chagas Cosmo da Costa e Rafael Santos Silva.

 

Número

 

17 internos já fugiram do Complexo Penitenciário de Pedrinhas somente este ano, segundo dados da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária.

FONTE: JORNAL O ESTADO DO MARANHÃO



 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.