NOTÍCIAS



O caos no Sistema Penitenciário do Maranhão é a corrupção


Data da publicação: 07/02/2014
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

 

O caos no Sistema Penitenciário do Maranhão é a corrupção

 


 

     complexo

 

 

O Sistema Penitenciário tem caixas pretas da corrupção

 Já foram inúmeras e constantemente são criadas novas acusações de que agentes penitenciários e o sindicato da categoria são os responsáveis por todos os problemas existentes no Sistema Penitenciário do Maranhão. As imputações foram iniciadas na Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária e bem incorporadas pela governadora Roseana Sarney e outros segmentos que se identificam com os desmandos que tomam conta do sistema, mas nenhum deles teve a dignidade de apresentar provas para a sustentação das suas acusações. Embora disponham de mecanismos para apurar a veracidade dos fatos, se não o utilizaram é devido a inexistência. Sabe-se perfeitamente, que elas são bem orquestradas para retirar de foco a corrupção deslavada que retira da população carcerária, saúde, educação, celas dignas, alimentação e projetos de ressocialização, que dentro de um conjunto podem perfeitamente proporcionar efetivas mudanças nas pessoas e transformá-las em cidadãs. Se formos fazer uma pesquisa dentro da população carcerária, mais de 90% dos presos vivem na marginalidade social desde crianças e por omissão do poder público em negar-lhes direitos constitucionais, acabam desde a infância ingressando na criminalidade. Não têm referência de famílias, nunca frequentaram escolas e as meninas se tornam prostitutas antes de serem efetivamente mulheres.

       As imputações feitas a agentes penitenciários e ao sindicato deles é uma articulação para aumentar a corrupção. Retirando-se eles de dentro das unidades prisionais há necessidade de contratação de mais monitores através das empresas VTI e Atlântica, bem identificadas com o Palácio dos Leões e proporciona a que o Governo do Estado não faça concurso público para atender as necessidades reais, que deveria estar nas prioridades da crise carcerária. Ao trocar de maneira irresponsável,agentes penitenciários por monitores sem qualificação e experiência são riscos que sempre serão iminentes e fica demonstrado que não há efetivamente por parte do Governo do Maranhão, qualquer interesse em pelo menos amenizar a problemática que toma conta de todo o Sistema Penitenciário.

       Mais de 100 milhões de reais de todo orçamento da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária estão comprometidos com pessoal terceirizados. Se hoje o sistema tivesse mediante concurso público 1.500 agentes e inspetores penitenciários os custos seriam menos da metade do que é gasto com o esquemão, além de que a arrecadação previdenciária seria para o IPEM.

       Comenta-se de que está sendo cogitada pela Sejape deve ser encaminhada a governadora a criação de um batalhão especial da Policia Militar, para ficar sediado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas como suporte para casos de emergência, principalmente quando em abril terminar o período de emergência decretado por Roseana Sarney.

        Sinceramente, diante de tantos fatos negativos o que impede o Comitê da Crise Carcerária investigar a corrupção deslavada dentro do Sistema Penitenciário. Se efetivamentefoi criado para buscar uma solução para o pior Sistema Prisional do Brasil, ele não será resolvido apenas com mutirões carcerários e construção de presídios e recuperação de vários outros. Entendo que os recursos , que estão sendo desviados precisam ser investigados e o Comitê tem promotores de justiça estaduais e federais e pode perfeitamente buscar especialistas em outras instituições  como a Controladoria Geral da União, uma vez que grande parte dos recursos que envolvem negociatas de convênios e contratação de pessoal irregularmente, é de origem federal.

FONTE: BLOG DO ALDIR DANTAS



 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.