NOTÍCIAS



Detentos do sistema penitenciário maranhense ingressam no curso superior este mês‏


Data da publicação: 08/02/2012
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

ENEM »Detentos do sistema penitenciário maranhense ingressam no curso superior este mês
Publicação: 08/02/2012 16:01
Mario José Sato, de 44 anos, e Rogério Cesar Bezerra Magalhães, 54, foram os aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e cursarão administração de empresas e geografia,  
Mario José Sato, de 44 anos, e Rogério Cesar Bezerra Magalhães, 54, foram os aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e cursarão administração de empresas e geografia,
Detentos do sistema penitenciário maranhense ingressam no curso superior este mês
Dois detentos do sistema penitenciário maranhense ingressam no curso superior este mês. Mario José Sato, de 44 anos, e Rogério Cesar Bezerra Magalhães, 54, foram os aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e cursarão administração de empresas e geografia, respectivamente. Outros cinco ainda aguardam o resultado, sendo estes quatro mulheres e um homem.

Os dois internos, que concorreram com mais 36 outros presos da capital, alcançaram resultado suficiente para cursar o ensino superior. Com uma rotina exaustiva de estudos - entre duas e três horas por dia - eles disseram que a meta foi alcançada. "Assim como nós outros também estavam de olho nas vagas, mas nós conseguimos alcançar o objetivo", afirmou Mario José.
Sato contou ainda que o alvo dele sempre foi o curso de administração de empresas. Segundo ele, todos os esforços em conseguir a tão sonhada vaga no ensino superior foram direcionados neste curso. "Claro que Deus foi que me concedeu a oportunidade, mas se eu não me esforçasse e corresse atrás do meu alvo não iria conseguir passar e cursar uma faculdade", comentou o interno.

Já Rogério disse que vê na oportunidade de cursar o ensino superior a melhor maneira de incentivar outros apenados a uma mudança de vida. Ele contou que, ao contrário do que a maioria pensa, muitos internos desejam se reintegrarem na sociedade como verdadeiros cidadãos. "Eu ainda acredito que a educação ainda é o melhor instrumento de resgate. As pessoas precisam saber que ainda existe jeito para um apenado, basta este ter oportunidade como nós tivemos e querer agarrá-la", declarou Bezerra.

Das quatro esperam uma vaga, duas acreditam na possibilidade de cursarem enfermagem. Uma dessas que sonham com o curso superior na área de enfermagem é Elaine Cristina Gonçalves Lima, de 27 anos, presa há quase três anos. Ela disse que ficou bastante aliviada ao saber que é uma das internas que podem cursar o ensino superior. "Eu estava ansiosa para saber o resultado, agora estou bem mais calma. Nós nem tivemos muito tempo para estudar e conseguimos passar, se estudássemos mais tempo teríamos passado em primeiro lugar", brincou ela.

Claudemary Costa Cordeiro, de 28 anos, é outra interna que sonhava em um dia fazer o curso superior de enfermagem. Presa há quase dois anos, ela não esconde a alegria de saber que pode por os pés em uma faculdade. "Quando eu soube fiquei feliz. Acho que a faculdade é um passo importante na vida e eu quero dar esse passo", declarou Cordeiro.
Já Núbia Lopes da Silva, de 28 anos, sonha em fazer o curso de administração. Ela contou que pretende mostrar para a sociedade que dentro do sistema carcerário existem pessoas com potencial. "As pessoas que estão aqui sonham com um futuro melhor. Nós temos capacidade para fazer coisas que muitos acham que aqui não tem pessoas capazes de fazer", falou a jovem.
 
 
FONTE :O IMPARCIAL ONLINE


 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.