NOTÍCIAS



É OMISSÃO OU IRRESPONSABILIDADE NA SEGURANÇA PENITENCIÁRIA?


Data da publicação: 25/11/2011
Tamanho da fonte  
Aumentar fonte    Diminuir fonte

 

FONTE: BLOG DO ALDIR DANTAS 

É OMISSÃO OU IRRESPONSABILIDADE NA SEGURANÇA PENITENCIÁRIA? 

Por: Cezar Bombeiro Pres. Sindspem

Diante de uma crise sem precedentes e que poderão ter consequências inimagináveis dentro do Sistema Estadual de Segurança Pública, chega-se em certos momentos a ter a noção clara de que não se trata apenas de omissão, mas de alta irresponsabilidade e não duvidem que a problemática esteja sendo administrada com inoperância  e brincadeira. O retorno dos presos do Presidio  Federal de Segurança Máxima  de Catanduva, no Paraná, deveu-se unicamente ao esquecimento do Sistema Penitenciário do Maranhão ter se  esquecido ou manifestado o desinteresse em não renovar a permanência deles  no presidio federal . A volta dos elementos de alta periculosidade é praticamente a certeza de novas rebeliões com moticinio e cabeças decepadas , a exemplo do último que envergonhou o Maranhão  a nível  nacional . A minha preocupação  em mostrar para a sociedade o que está ocorrendo é decorrente de que amanhã diante dos iminentes conflitos , os próprios omissos e incompetentes  venham apontar  causas externas   como fatores  para a justificativa  e procurem enlamear a categoria dos agentes  penitenciários.
O Juiz da Vara das Execuções  Criminais  recebeu do Departamento Penitenciário Nacional , o oficio de número 1569/2011/DEPEN/MJ de 15 de setembro de 2011. O magistrado tratou de enviar o oficio 272/2011 – Gabinete do Juiz da Vara das Execuções Criminais de 23 de setembro de 2011 para o Secretário de Justiça e Administração Penitenciária, destacando o caráter de urgência  para a renovação para a   permenência  dos presos no presidio federal, haja vista que o prazo seria encerrado no dia 10 de novembro , data em que os 18 presos periculosos poderiam retornar ao Maranhão, caso fosse o interesse do Governo do Maranhão. Como o desc ompromisso falou mais alto e na realidade não existe interesse na resolução dos problemas atinentes a população carcerária,o caos é iminente. A minha preocupação como dirigente de uma  entidade de classe é mostrar para toda  a sociedade que não há efetivamente qualquer  preocupação dos poderes constituidos do nosso Estado com a população carcerária, elas se concentram mais nos discursos e na própria promoção pessoal, o que infelizmente é muito sério e comprometedor.


 Imprimir      Voltar      Ir ao topo

Nossos Vídeos


Acesse nossos vídeos...

Nossa Localização


Rua dá Primavera, 72| Monte Castelo - São Luís-MA - Fone (98) 3232-1371/3232-0679.